quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Caminhos para o fabrico das espadas de fogo é apresentado em seminário



No último dia 06, aconteceu na Câmara de Vereadores da cidade de Cruz das Almas, o “Seminário caminhos para regulamentação do fabrico das espadas de fogo”, que contou com a presença de vereadores da cidade, Maria Cedraz, Camila Moura, Thiago Chagas, Valtercio Filho, Osvaldo da Paz, Ilza Francisca e Renan de Romualdo. O seminário ainda contou com a presença de representantes da associação de espadeiros da cidade de Cruz das Almas e de Senhor do Bonfim, o secretário de cultura da cidade de Senhor do Bonfim, Rodrigo Wanderley, alguns vereadores, secretário de saúde da cidade de Mutuípe André Eloy, além do delegado da polícia civil, representante da polícia militar e representantes do exército brasileiro, a Tenente Clariane e Sargento Rafael Soares.
A iniciativa de realizar o seminário para debater sobre o tema partiu das vereadoras Maria Cedraz e Camila Moura, “Foi pelo grupo do WhatsApp do qual faço parte, o Portal Cruzalmense que durante o São João eu ouvir vários questionamentos nesse grupo, falando do que poderia ser feito em relação as espadas daqui da cidade, e aquilo me sensibilizou, escrevi um texto dizendo que mesmo tendo um segmento evangélico, mesmo não participando da queima de espadas, eu entendia que a queima de espadas fomenta renda, fomenta emprego” disse a vereadora Maria Cedraz. Cedraz entrou em contato com a associação de espadeiros, juntamente com a vereadora Camila Moura e André Eloy. A partir daí se propuseram a lutar pela regulamentação das espadas.
O objetivo do seminário foi abordar os procedimentos para a obtenção do certificado de registro, visando a fabricação do uso de fogos de artifício. O Relatório Técnico Experimental (ReTEx), é o documento mais específico para essa atividade de fabricação e que vai minimizar os riscos de acidente. Ainda durante o seminário apresentado pelo sargento Rafael Soares, foi exibido um quadro sobre a categoria de controle dos produtos que são controlados pelo exército, onde o artificio pirotécnico (fogos de artifício), eles se enquadram no número de ordem 0370, categoria de controle número 3, que significa que o exército tem o controle da fabricação, importação, exportação, o desembaraço alfandegário e o tráfego só da fábrica para o aeroporto e porto, ou vice-versa. A utilização e o comércio, quem controla é a secretária de segurança pública


Matéria de Flávia Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário