“Sou vítima de uma perseguição sem precedentes”, dispara Paulo Carneiro sobre eleições do Vitória

Foto: Divulgação / Vitória Gigante

Há menos de uma semana para o pleito eleitoral, o ex-presidente Paulo Carneiro ainda vive expectativa de concorrer à presidência do Esporte Clube Vitória. Com exclusividade ao Varela Notícias, o candidato afirmou na manhã desta quinta-feira (18) que é perseguido pelos adversários políticos.

“Estou percebendo que sou vítima de uma perseguição sem precedentes na história do futebol da Bahia. A comissão eleitoral que pediu homologação é do Vitória, presidida pelo presidente do Conselho Deliberativo do clube. No entanto, ele (Robinson Almeida) registrou em sua decisão colegiada que sou inelegível pelo artigo 16 do estatuto, mas estou sob uma liminar que ganhamos na Justiça. E ao mesmo tempo o próprio Vitória vai à justiça comum para tentar impedir minha participação. Eles entraram para tentar derrubar a liminar que permitiram”, afirmou.

No entanto, PC, como é conhecido, se mostrou feliz com o carinho demonstrado pelo torcedor rubro-negro e esbanjou confiança em relação ao pleito que ocorre na próxima quarta-feira (24).

“É impressionante! Tem crescido a cada dia. Eleição temos que respeitar até a abertura da urna, mas estamos muito confiantes. Há manifestações positivas da torcida em todos os lugares. Eu não posso sair nas ruas, nos shoppings… São pessoas me desejando sorte, de todos os níveis e idades. Esse é o maior reconhecimento que tenho na vida! Só por isso sou muito realizado”, disse.

Liderada por Paulo Carneiro, a chapa “Vitória Gigante, Unido e Forte tem como candidato à vice-presidência Luiz Henrique, além de Fábio Mota e Antônio Carlos, o Cacau, como concorrentes aos cargos de presidente e vice-presidente do Conselho Deliberativo.

Fonte: Varela Notícias 

Postar um comentário

0 Comentários