Homem que voltou a enxergar após pedido feito a Irmã Dulce conta como tudo aconteceu

Foto: Jenilson Pereira/ Tribuna do Recôncavo

O baiano José Maurício Moreira, de 50 anos, que voltou a enxergar após um pedido feito a Irmã Dulce, participou neste último domingo, dia 20, em Salvador, da celebração em ação de graças pela canonização de Santa Dulce. Maurício contou que dos 23 a aos 32 anos de idade tratou o glaucoma, mas não teve sucesso.

“Quando eu descobri o glaucoma já tinha perdido grande parte do nervo ótico, tratei durante 7 anos, mas no ano 2000 fiquei cego. Foi muito deprimente e sofredor, porém, 14 anos depois, quando eu já estava conformado com a doença, tive uma conjuntivite horrível, aí fiz uma oração a Irmã Dulce para que ela curasse minha conjuntivite que doía muito, mas ela me deu muito mais do que isso, além de melhorar minha conjuntivite, ela me deu a visão de volta”, disse.

Após a graça alcançada Mauricio comunicou o ocorrido nas Obras Sociais de Irmã Dulce em Salvador, em seguida ele e a sobrinha de Dulce, Maria Rita, levaram o caso para o Vaticano, sendo que ambos foram orientados a guardar segredo, caso contrário o processo seria arquivado.

Após quatro anos de investigação, em março de 2019, o Papa Francisco confirmou como milagre a graça alcançada por Mauricio. O primeiro milagre de Dulce foi divulgado em janeiro de 2001, quando a sergipana Cláudia Cristiane dos Santos foi curada de uma forte hemorragia após o parto.

MENSAGEM DE MAURÍCIO PARA QUEM NÃO TEM FÉ:
“Que mudem essa pensamento porque a fé é uma das menores palavras do nosso dicionário, mas tem um sentido grandioso, remove montanhas. Eu ouvi dos meus médicos que nunca mais eu enxergaria, e foi a minha fé em Irmã Dulce que tá fazendo eu enxergar. Peça que ela está lá esperando o seu pedido. Feche os olhos e peça que ela vai conseguir”, concluiu Maurício.

Fonte: Tribuna do Recôncavo

Postar um comentário

0 Comentários