Arthur e Davi foram os nomes de bebês mais registrados na Bahia em 2020

Image by Michal Jarmoluk from Pixabay


Arthur, com 17.932 registros, e Davi, com 13.597, foram os nomes mais escolhidos no estado da Bahia para registro de nascimento na última década (2010 – 2020). Já Maria Eduarda foi o nome feminino mais escolhido pelos pais nos últimos 10 anos. O ranking geral mostra a preferência por nomes simples, uma vez que os compostos aparecem apenas em duas ocasiões, no quarto lugar, Maria Eduarda, com 11.267, e no 10º, com Enzo Gabriel, 9.032. Veja abaixo o ranking completo do estado.

Em Salvador, Arthur (3.812) e Miguel (3.326) ocuparam o primeiro e segundo lugares, respectivamente, no ranking de nomes escolhidos na última década (2010 – 2020). Na classificação feminina, Maria Eduarda ocupa o primeiro lugar. O ranking geral mostra a preferência por nomes simples, uma vez que os compostos aparecem apenas em duas ocasiões, no quarto lugar, Maria Eduarda, com 2.373, e no 9º, com Maria Clara, 1.777. Veja abaixo o ranking completo da capital.

Na lista de nomes masculinos, liderada por Arthur e Miguel, também tem Davi (2.593), Guilherme (2.175) e Gabriel (2.167). Já nas opções de nomes femininos, além de Maria Eduarda, em primeiro lugar, estão Sophia (2.022), Alice (1.718), Laura (1.674) e Julia (1.645). Nesta classificação, outros três nomes compostos integram o top 10: Maria Clara (1.777), Maria Luiza (1.342) e Maria Julia (1.194).

O levantamento de 2010 a 2020, realizado por meio da Central Nacional de Informações do Registro Civil – plataforma eletrônica com os números de Cartórios de todo o País, administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen/Brasil), reuniu dados de todos os 704 Cartórios de Registro Civil do estado da Bahia, que formaram uma base de mais de um milhão de registros realizados na última década, disponível no Portal da Transparência do Registro Civil – www.registrocivil.org.br.

No ranking do Brasil, Miguel, com 321.644, e Arthur, com 287.886, foram os nomes mais escolhidos da década. A popularidade do período recaiu sobre os nomes simples, com apenas dois compostos entre os 10 mais: na quinta colocação, Maria Eduarda (214.250), o nome feminino mais registrado, e na oitava, Pedro Henrique (154.232), que ocupa o sexto lugar da lista masculina. Outros nomes que aparecem no top 10 geral são Davi (248.066), Gabriel (223.899), Alice (193.788), Heitor (154.237), Laura (153.557) e Sophia (147.579).


Matéria: Alexandre Lacerda, Rayssa Brito e Deborah Viveiros/ ASCOM

Postar um comentário

0 Comentários