Governador Rui Costa diz que pode reduzir ‘drasticamente’ público em eventos

Foto: Arquivo Secom

 Preocupado com o avanço dos casos de covid-19 no estado, o governador Rui Costa afirmou que pode reduzir ainda mais o número de público em eventos, caso o limite de 3 mil pessoas não seja respeitado. Ele disse ainda que “não quer choradeira” de empresários caso isso aconteça.

“Se persistir esse desrespeito, se as cenas que eu vi do Comércio, da Paralela, continuarem a se repetir, vamos reduzir drasticamente o público em eventos. Basta ver que os dois eventos não estavam respeitando o limite. Visualmente você percebe. Eu tô avisando pra depois não ter a choradeira na imprensa. A minha posição, todos conhecem, que é priorizar a vida”, disse.

Ainda segundo Rui, o Corpo de Bombeiros vai fiscalizar, conforme estabelecimento em decreto, os espaços que anunciaram eventos antes e durante as festas. Os locais que não cumprirem as normas vão ser penalizados.

O governador elogiou os estabelecimentos que já estão cobrando o passaporte vacinal dos clientes. “Eu quero agradecer e elogiar os donos de bares e restaurantes que estão pedindo o passaporte vacinal para entrar em seus bares. Ele está cuidando não só da saúde da população, está cuidando para que o negócio dele não seja interrompido”.

Crianças

Com altas taxas de ocupação dos leitos pediátricos exclusivos para a covid-19, o governador Rui Costa não descartou ampliar os leitos de UTI e clínicos para as crianças. “Nós estamos acompanhando e vamos abrir se for necessário”, disse.

Rui disse ainda que não há previsão de chegada de novo lote de imunizantes para as crianças no estado, mas assim que chegar, a logística será a mesma usada nas últimas operações para garantir que as vacinas cheguem aos municípios em até 24 horas.

Conteúdo Correio

Postar um comentário

0 Comentários