Rui Costa volta a criticar redução do combustível

Foto: Mateus Pereira/ GOV-BA

O governador Rui Costa (PT) voltou a comentar sobre a redução do ICMS no país. Em entrevista nesta segunda-feira, dia 18, o petista criticou a nova lei que determinou a redução, estabelecida no governo de Jair Bolsonaro (PL), e afirmou que, apesar da medida, não houve uma diminuição substancial no valor dos combustíveis.

“Muita gente tem perguntado se eu reduzi o ICMS e eu tenho dito: ‘já, há mais de 10 dias’. (E respondem): ‘a porque eu não percebi grande diferença na bomba’. Tem diferença de 10 ou 20 centavos. Aí tem que perguntar a quem disse que ia ter redução drástica dos preços.”, disse o governador.

Ainda durante a entrevista, o governador lamentou a queda de arrecadação dos estados e municípios com a decisão. Segundo o gestor, a Bahia vai deixar de arrecadar um montante de R$ 5 bilhões. “O ICMS é o que mantém o hospital, posto e escola funcionando na sua cidade. A expectativa é que o prejuízo anual do estado da Bahia chegue a R$ 5 bilhões, sendo R$ 1,2 bilhão dos municípios que terão sua receita reduzida”, concluiu.

Redação: Bahia.Ba | Reportagem: Rádio Boa FM


Postar um comentário

0 Comentários