Sexta-feira Santa: Celebração da Paixão do Senhor na Catedral de Cruz das Almas



O Sacrário vazio, as imagens cobertas, os instrumentos musicais desligados e a mesa do altar nua. Assim começou o Solene Ofício da Paixão do Senhor, na tarde desta Sexta-feira Santa (19) na Catedral de Nossa Senhora do Bom Sucesso. A Liturgia teve presidência de Dom Antonio Tourinho Neto e foi dividida em quatro partes: Celebração da Palavra, Oração Universal, Veneração à Santa Cruz e Comunhão Eucarística.

As leituras e o Evangelho narraram a Paixão e Morte de Jesus Cristo e contaram com a participação dos fieis do Movimento Terço dos Homens. Narrado pelo Diácono Washington e os auxiliares, na leitura, o Bispo pronunciou as falas de Jesus.

Na reflexão, Dom Tourinho pediu que as famílias guardassem o silêncio no dia de hoje e também amanhã. “Aconselho que desliguem a televisão e o rádio. Nada de folia, algazarra e som, porque o filho de Deus hoje está adormecido. Aconselho que as famílias se encontrem por um único motivo: oração e penitência em família”, pediu.

Após a comunhão, a Cruz com Jesus crucificado entrou pela nave da Igreja e o véu vermelho foi descerrado pelo Bispo, ficando a cruz exposta para o início da adoração.

Na Celebração, Dom Tourinho também exortou os fiéis a contribuírem na Coleta “Lugares Santos”, doando recursos materiais que serão enviados para a manutenção dos cristãos que vivem na Terra Santa.

Ao término da Celebração da Paixão, os fiéis participaram da procissão com as imagens do Senhor Morto, em um esquife, e Nossa Senhora das Dores. Durante o trajeto rezaram o terço da Misericórdia. No retorno à Catedral, as imagens ficaram expostas no altar e os fiéis beijaram a imagem de Jesus.



PASCOM - Mário Jorge 

Postar um comentário

0 Comentários