Vice-prefeito de Cruz das Almas comenta decisão do TCM "Iremos recorrer dessa decisão"

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O vice-prefeito e secretário de relações institucionais, Max Passos, comentou em suas redes sociais na noite desta terça-feira (4), que o seu grupo político vai recorrer da decisão do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

"Amigos(as), como já está circulando nas redes sociais e pela cidade, hoje nós tivemos um parecer do TCM opinando pela rejeição das nossas contas relativas ao exercício financeiro de 2018. Gostaria apenas de tranquilizar cada um de vocês que compõem nosso grupo político, apesar da repercussão que possa ter pela nossa oposição, isso não tira o direito de nosso prefeito Orlandinho ser candidato à reeleição. Já que se trata de uma opinião do TCM, que embasou-se no índice de pessoal. Que diga-se de passagem, mesmo ampliando serviços, conseguimos reduzir o índice de pessoal (57,3%), ao menor patamar dos últimos dezoito quadrimestre.Portanto vamos à luta! Inclusive, iremos recorrer dessa decisão e não tenhamos nenhuma dúvida que nossa liderança maior estará firme na disputa desse ano", disse.

De acordo com o TCM, a cidade de Cruz das Almas em relação aos gastos com pessoal representaram 57,30% da receita corrente líquida. Índice superior, portanto, ao limite de 54%. Em razão dessa irregularidade foi aprovada uma multa ao prefeito Orlando Peixoto Pereira Filho, no valor de R$34.272,00, equivalente a 12% dos seus subsídios anuais, pela não redução da despesa. O relator do parecer, conselheiro José Alfredo Rocha Dias, também imputou uma segunda multa ao gestor, no valor de R$5 mil, referente às demais irregularidades identificadas durante a análise das contas.

Postar um comentário

0 Comentários