Bahia é 6º estado do país com mais empregos formais gerados em fevereiro

Foto: Mateus Pereira/GOVBA


A Bahia gerou 18.993 postos de trabalho com carteira assinada em fevereiro, o que coloca o estado na sexta colocação no quesito na comparação com outras unidades da federação. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, divulgados na última semana e sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

Segundo o levantamento, foram criados 18.993 postos de trabalho, resultado que decorre da diferença entre 60.982 admissões e 41.989 desligamentos. Desta forma, a Bahia ficou atrás de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

“Os números mostram um aumento no ritmo de crescimento das contratações formais em 2021. Com esse saldo mensal, a Bahia lidera a geração de empregos no Nordeste, representando 46,5% do total de empregos criados na região em fevereiro”, destaca o secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Davidson Magalhães.

“Vale ressaltar que a Bahia vem gerando saldo positivo na geração de emprego formal desde julho de 2020 e no acumulado deste ano de 2021 também lideramos a criação de novos postos de trabalho com carteira assinada no Nordeste, com saldo positivo de 33.281 postos, apesar do contexto sanitário mundial atípico, da pandemia da Covid-19”, explica o secretário estadual do Planejamento (Seplan), Walter Pinheiro.

O saldo de fevereiro de 2021 ultrapassou, também, o resultado de janeiro, quando 15.049 postos de trabalho foram criados, sem as declarações fora do prazo. Todos os setores geraram postos no mês de fevereiro de 2021: Indústria geral (+4.276 postos), Informação, comunicação e outras atividades (+4.023 postos), Comércio (+3.871 postos), Construção (+2.813 postos), Administração pública (+1.954 postos), Alojamento e alimentação (+852 postos), Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (+522 postos), Transporte, armazenagem e correio (+396 postos), Outros serviços (+284 postos) e Serviços domésticos (+2 postos).

Avaliando-se os dados referentes aos saldos de empregos distribuídos no estado, em fevereiro de 2021, constata-se ganho de emprego na RMS e no interior. De forma mais precisa, na RMS foram criados 8.226 postos de trabalho no segundo mês do ano e no interior foram geradas 10.767 posições celetistas. Quanto ao saldo de emprego acumulado no ano de 2021, enfatiza-se a abertura de postos de trabalho com carteira assinada na RMS (+12.163 postos) e criação de posições celetistas no interior (+21.118 postos).

Fonte: Bahia Notícias

Postar um comentário

0 Comentários