About Me

https://youtu.be/kavGIUKo28E/

Moradores de Cruz das Almas relatam erro na aplicação de vacinas contra a Covid-19

Foto: Reprodução/Redes Sociais


Moradores de Cruz das Almas, a cerca de 150 Km de Salvador, utilizaram as redes sociais para denunciar possíveis erros na aplicação da vacina contra a Covid-19 no município. Os relatos dão conta de que um determinado grupo tomou o imunizante Coronavac e ao retornar na data marcada para receber a segunda dose foram informados do erro, e que na verdade tinham recebido a vacina da Oxford/AstraZeneca. 

“Tomei a primeira dose da vacina no dia 23 e a moça falou que era Coronvac, e ela colocou no cartão Coronavac. Falou que a segunda dose seria no dia 20 de abril, fui tomar e outra moça falou que estava errado, que a vacina que eu tinha que tomado era Astrazeneca. Então fiquei a pensar, a moça me falou que era Coronavac como é que tá errado? Então falei com ela o seguinte: você tem que me provar que realmente não é. Nós fomos ao sistema, chegou lá ela observou direitinho e estava contando que era Coronavac.  Me pediram desculpa, perdão, disse que houve uma atrapalhação e me deram outro cartão como se fosse Coronavac (...). Nós temos que ter muito cuidado, vigiar muito porque pode ter acontecido com outras pessoas", disse um morador através de áudios obtidos pelo BNews. 

"A Secretaria de Saúde deveria divulgar todos os lotes da vacinação do dia 20 de março para as pessoas ficarem sabendo qual vacina tomou realmente, está tudo confuso, o dito pelo não dito, também nem sei qual realmente a minha mãe de 70 anos tomou", disse um internauta por meio das redes sociais.

Por meio de nota, a Secretaria da Saúde de Cruz das Almas disse que houve um erro da equipe que vacinava nos dias 23 e 24 de março, no drive thru da Praça Sumaúma. E que ao ser identificado, imediatamente a Vigilância Epidemiológica fez uma busca ativa das pessoas que tomaram a vacina para que fosse feita a correção da data da segunda dose no cartão de vacinação.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre a situação da falha ocorrida no agendamento da segunda dose da vacina contra a covid-19, no Cartão de Vacinação de algumas pessoas, a Secretaria Municipal de Saúde esclarece: ocorre que as duas vacinas têm aprazamentos diferentes, quem toma a vacina AstraZeneca, deve tomar a segunda dose, do mesmo imunizante, após três meses e já para quem toma a Coronavac, deve tomar a segunda dose após 28 dias. 

Houve um erro da equipe que vacinava nos dias 23 e 24 de março, no drive thru da Praça Sumaúma. A equipe estava vacinando com o imunizante Coronavac e após receberem um lote diferente com a Astrazeneca, continuou incluindo no cartão o prazo de 28 dias, quando deveria ser 90 dias.

Ao ser identificado o erro, de imediatamente a Vigilância Epidemiológica fez uma busca ativa das pessoas que tomaram a vacina nos dias 23 e 24 de março, para que fosse feita a correção da data da segunda dose no cartão de vacinação. 

É importante informar também que a Vigilância Epidemiológica tem acesso as informações sobre o lote da vacina aplicada e consequentemente, de qual laboratório pertence o imunizante. Desta forma, salientamos que, quem se vacinou nos dias 23 e 24 de março e tem qualquer dúvida sobre a vacina que tomou, deve procurar a Vigilância Epidemiológica, na Secretaria de Saúde para os devidos esclarecimentos.

Vale ressaltar que, a Secretaria de Saúde se reuniu com as pessoas que fazem parte da equipe de vacinação para chamar a atenção sobre a falha ocorrida e evitar que esse erro seja repetido. 

Fonte: Bocão News

Postar um comentário

0 Comentários