Apenas 35% dos alunos voltaram às salas de aula nas escolas municipais de Salvador

Foto: Beatriz de Paula / Metropress

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), analisou, durante entrevista ao Jornal da Bahia no Ar, da Rádio Metropole, a situação da educação em Salvador. Segundo o gestor, a adesão às aulas não foi esperada desde que as atividades presenciais foram retomadas em 2021, onde a adesão atingiu cerca de 35%.“Precisamos fazer uma grande mobilização para que os alunos voltem às aulas esse ano”, disse Bruno.

O prefeito explicou que, apesar da baixa adesão, o sistema de educação do município precisou absorver crianças que estudavam na rede privada. “Recebemos 20 mil crianças que vieram da rede privada, seja porque os pais perderam o emprego na pandemia e não têm condições de pagar mensalidade. Ou porque escola de bairro quebraram e a família não tem como ir para escolas mais caras”

Bruno destacou, durante a entrevista, os avanços de Salvador que ultrapassou 12 capitais no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), saindo da última colocação e se tornando a capital que mais investiu em vagas. "Quero ser o prefeito da educação, não abandonei essa meta. Temos grandes desafios para o futuro, de recuperar esses três anos futuros, mas acredito que vamos conseguir avançar na qualidade da educação. Precisamos que os alunos voltem para sala de aula, se os pais quiserem ajudar, levem os filhos para sala de aula em fevereiro”, pediu.

Por: Gabriel Amorim - Metro 1 

Postar um comentário

0 Comentários