UFBA, UFOB e UFRB irão cobrar comprovante de vacinação na volta às aulas presenciais

 

Foto: Uanderson Alves/ Tribuna do Recôncavo

Até a manhã de sexta-feira (31), três universidades federais baianas se manifestaram contra a decisão do ministro da Educação, Milton Ribeiro, de proibir a cobrança do comprovante de vacinação em instituições federais.

Ainda durante a tarde de quinta-feira (30), a Universidade Federal da Bahia (UFBA) havia reafirmado que pretende continuar a exigir a comprovação do esquema vacinal completo para a realização das atividades presenciais. Mais tarde, no mesmo dia, a Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) se juntou ao coro. Em nota, a Ufob diz ter recebido com “perplexidade” a decisão do Ministério da Educação (MEC).

Já na manhã desta sexta, a Universidade Federal do Reconcâvo Baiano (UFRB) também disse que manterá a exigência da comprovação de vacinação. Em nota, a UFRB justifica a decisão por pautar “suas ações com base nos conhecimentos científicos”.

Metro1

Postar um comentário

0 Comentários