UFRB realiza ação contra soltura de animais de grande porte no Campus Cruz das Almas


A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio da Pró-Reitoria de Administração (PROAD), tem realizado ações contra a soltura de animais externos de grande porte no Campus Cruz das Almas. A presença desses animais traz prejuízos patrimoniais e acadêmicos enormes, acidentes diversos, bem como riscos de propagação de enfermidades no rebanho da instituição, podendo também contaminar pessoas.

O trabalho dá continuidade às ações iniciadas pela atual gestão da UFRB, em 2020, após diálogos com o CCAAB, ADAB, Polícia Militar, Polícia Civil, mas que foram prejudicadas pela situação de pandemia da COVID-19.

“O nosso compromisso é resolver esse problema histórico da Universidade que tem comprometido o desenvolvimento das atividades de nossos professores, técnicos, estudantes e terceirizados, preservar o patrimônio da instituição e criar condições para que a nossa comunidade acadêmica possa realizar suas atividades de ensino, pesquisa e extensão com mais tranquilidade”, afirma o reitor Fábio Josué.

Como forma de orientar a comunidade acadêmica e a sociedade, no início de julho de 2022, foram instaladas faixas em todo o Campus comunicando a proibição da soltura de animais externos. Na sequência, a UFRB começou a apreender, notificar e multar os responsáveis pelos animais.

Segundo Emerson Franco, pró-reitor de Administração, outras medidas foram realizadas em paralelo: “a contratação de trabalhadores de campo para efetuar as apreensões; alteração da rotina dos terceirizados (vaqueiros e vigilantes) para intensificar as rondas, ampliar o período da fiscalização e dar apoio nas apreensões; início da instalação do sistema de vigilância eletrônica; e, requalificação e ampliação das cercas”.

De acordo com Jarbas Queiroz, coordenador de Serviços Operacionais, “desde então, mais de 80 animais foram apreendidos e seus donos notificados para as providências necessárias. Em menos de um mês já tivemos resultados positivos; já é perceptível que não há mais animais soltos no Campus”. O coordenador relata que a Fazenda Experimental do CCAAB tem prestado apoio na apreensão dos animais.

Além destas medidas, a Universidade tem dialogado com órgãos externos no sentido de construir acordos para destinação, para fora de município, de possíveis animais aprendidos no Campus. O objetivo é que os proprietários sejam incumbidos de custear as despesas de alimentação e cuidado dos animais, bem como o custo do transporte para o seu resgate, dentro de um prazo fixado, sob pena de perder o rebanho, que seria leiloado. Uma reunião com a direção da Escola de Medicina Veterinária e Zootécnica da UFBA, em Salvador, foi feita em 28 de julho, com encaminhamentos promissores.

Com o objetivo de complementar as ações que vem sendo desenvolvidas, a UFRB disponibiliza o e-mail do Núcleo de Gestão do Espaço Físico nugef.cso@proad.ufrb.edu.br e o telefone (75) 3621-4108 para relatos de ocorrências.

UFRB

Postar um comentário

0 Comentários