Nota de esclarecimento sobre "Guerra de Espadas" em Sapeaçu

Foto: Reprodução

Sapeaçu, assim como diversas cidades do Recôncavo Baiano recebeu do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) recomendações para coibir qualquer ato relacionado à “guerra” ou queima de espadas juninas. Aqui no nosso município a advertência foi enviada pelo promotor de justiça Adriano Marques. 

Também foi recomendado às Polícias Civil e Militar que adotem providências para apreender as espadas localizadas no município, por meio de ações cujo objetivo seja identificar depósitos, fábricas, vendedores e compradores do artefato explosivo, realizando a prisão em flagrante quando necessário.

Por meio a tantas especulações ao posicionamento da Administração Municipal, o prefeito Dr. George se posicionou sobre o caso, "A Prefeitura de Sapeaçu não tem nada contra a guerra de espadas, acho que o aviso foi dado e está acima da nossa administração, agora quem se aventurar a tocar as espadas que assuma a responsabilidade. E quanto a reunião do MP a prefeitura nunca foi convidada a participar e nenhum momento, assim também com as dos espadeiros do município. Eu quero deixar claro que não temos nada haver com proibição das guerras de espadas e muito menos fazemos lei, quem faz a lei é a justiça e é a mesma quem manda cumprir", disse.

PREFEITURA MUNICIPAL DE SAPEAÇU - GOVERNO DO POVO

Postar um comentário

0 Comentários