Grupo de trabalho elabora protocolos sanitários para retomada do comércio em Cruz das Almas

Foto: Prefeitura de Cruz das Almas

Com 491 casos confirmados do novo coronavírus e 8 óbitos registrados até esta terça-feira (11), o município de Cruz das Almas, no Recôncavo Baiano, vem promovendo, há mais de 10 dias, reuniões entre um grupo de trabalho formado para elaborar protocolos sanitários de retomada das atividades comerciais no município.

Uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Cruz das Almas, o grupo de trabalho é formado pela Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA), Secretaria Municipal de Saúde, Ministério Público, Câmara de Dirigentes Lojistas, Sindicato dos Comerciários de Cruz das Almas e Câmara de Vereadores.

Realizadas virtualmente devido às recomendações de distanciamento social, as reuniões começaram no dia 30 de julho, seguiram nos dias 4 e 6 de agosto e terão continuidade na próxima quinta-feira (13).

“Nossa participação nestas reuniões é de extrema relevância, pois, além de poder acompanhar mais de perto as medidas adotadas, especialmente em áreas sensíveis para os assistidos da Defensoria Pública, como saúde, educação e assistência social, podemos trabalhar de forma propositiva e preventiva com o Poder Executivo na construção estratégias”, ressaltou a defensora pública Mariana Rodrigues, que atua na unidade da Defensoria em Cruz das Almas e participa das reuniões com a também defensora Elen Tamires Andrade.

“É um trabalho de elaboração, discussão e aprovação dos protocolos sanitários de retomada de serviços de bares, restaurantes e lanchonetes, transportes coletivos alternativos, salões de beleza, cursos profissionalizantes, academias e entregas no sistema delivery e demais setores de comércio e serviços”, acrescentou a defensora Elen Tamires Andrade.

A data para publicação dos protocolos de cada segmento ainda não foi definida e, de acordo com o que ficou acertado em uma das reuniões, ocorrerá conforme critérios técnicos a serem estabelecidos e divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde. O uso obrigatório de máscaras, distanciamento, limite de pessoas dentro dos estabelecimentos, dias e horários determinados de funcionamento, dentre outras especificidades, estão entre os exemplos das regras a serem adotadas.

Comitê Municipal
Além de fazer parte deste grupo de trabalho, a Defensoria integra, também, o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus, que foi montado desde o mês de março e reúne-se semanalmente para adotar e avaliar as medidas sanitárias de proteção à população neste período de pandemia causada pelo novo coronavírus.

Bahia.Ba 

Postar um comentário

0 Comentários