Casos de covid-19 disparam em Cruz das Almas, SAJ e outras cidades do interior

Foto: divulgação / Prefeitura de Cruz das Almas

O resultado da aglomeração aliada à desistência do uso das máscaras de proteção – que por decreto estadual não são mais obrigatórias nas áreas públicas -, durante as festas de São João não aumentaram os casos de covid-19 somente em Salvador, o interior da Bahia também já mostra resultados explosivos no número de infectados pela doença nos municípios onde ocorreram eventos tradicionais.

Com grandes shows, Santo Antônio de Jesus, Cruz das Almas, Irecê, Senhor do Bonfim, Ibicuí, Jequié e Cachoeira são algumas das cidades mais procuradas para viagens durante o São João. A informação é da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

Como resultado, estes municípios estão com casos ativos superiores ao período antes das festas. A exceção são as cidades de Cachoeira e Santo Antônio de Jesus, que não enviaram os dados solicitados pela reportagem.

Outra região que teve aumento foi Cruz das Almas. Com apenas três casos ativos no início do mês, o número saltou para 47 no dia 28, após o festejo que contou com cerca de 50 mil pessoas por noite. A quantidade revela crescimento de 1.446% de contaminados em junho.

A prefeitura de Cruz das Almas abriu nesta quarta-feira (29), um centro exclusivo para realizar testes, na Rua 05, no bairro da Coplan, devido às buscas por testagem depois das festas. Os exames serão feitos das 7h às 19h. Unidades de família também realizarão o exame.

Questionada sobre medidas para conter a alta de casos, a administração municipal apenas afirmou que não haverá obrigatoriedade do retorno do uso de máscaras por enquanto e que, apesar do aumento, não há casos graves de internamento.

UTIS cheias

Jequié teve aumento na taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), saindo de 10% no dia 1º para 80% dos leitos com pacientes na terça-feira (28). Já a alta nos casos ativos, do início do mês até o período pós-junino, foi de 811%. A cidade tinha apenas 9 pessoas contaminadas e passou a ter 82. A prefeitura afirma que, para o período junino, equipes de saúde atuaram no circuito do evento municipal. A administração municipal também instalou um posto avançado de vacinação contra a covid e contra o vírus da gripe, Influenza, no circuito do São João, sendo responsável pela imunização de mais de 600 pessoas.

O São João de Irecê, cuja média de público por noite foi de 50 mil pessoas, resutou no aumento de 550% entre os 22 casos dos dias 20 a 21 para os 143 de 22 a 28 de junho. A prefeitura chama atenção que a subida não é de 24h, mas uma evolução semanal.

A fim de diminuir os riscos de internação mediante o aumento dos casos, a entidade também ressalta o “carro da vacina”, automóvel que circula pela cidade para imunização. Nesta quinta-feira (30), o veículo estará na Praça da Prefeitura, das 9h às 13h e das 14h às 16h.

Apesar de apresentar apenas seis casos confirmados na quarta-feira (29), Ibicui registrou um total de zero contaminados no dia 1º. Segundo a secretária de Saúde de Ibicui, Cheila Malta Moreno, é preciso esperar mais alguns dias para ter certeza do aumento dos casos.

“Como o São João [que, na cidade, reuniu 40 mil pessoas por dia] terminou na segunda-feira, [ainda é] pouco tempo para os casos reaparecerem. A partir de agora é que começam as testagem com pacientes sintomáticos”, planeja.

Conteúdo Correio

Postar um comentário

0 Comentários