Subscribe Us


Com corte de orçamento do MEC, Ifba e UFRB podem funcionar apenas até setembro

Foto: Divulgação / UFRB

O Instituto Federal da Bahia (Ifba) e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) informaram, em nota enviada ao jornal Correio, que as atividades podem ser paralisadas nas unidades de ensino em setembro, em decorrência do corte orçamentário no Ministério da Educação (MEC).

O governo federal determinou um corte de mais de R$ 3 bilhões no orçamento do MEC para o ano de 2022, em uma tentativa de atender ao teto de gastos. Com isso, haverá um bloqueio linear de 14,5% no orçamento discricionário das universidades federais.

O Ifba deixará de receber cerca de R$ 12,6 milhões, que seriam investidos nos 22 campi da instituição.

Já a UFRB, comunicou que o bloqueio significa um corte de mais R$ 6,6 bilhões "que afetam diretamente a manutenção e o funcionamento institucional, comprometendo o pagamento de despesas essenciais, tais como: energia elétrica, água, serviços terceirizados, compra de materiais, manutenção predial e de equipamentos, bolsas e auxílios estudantis, bem como investimentos em equipamentos e obras também serão severamente comprometidos", diz nota publicada pela a universidade.

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) também será fortemente impactada pelo corte, deixando de receber mais de R$ 26 milhões, segundo o reitor João Carlos Salles confirmou ao Metro1.

Por: Metro1

Postar um comentário

0 Comentários